|
|

Semana 2 - Quinta-feira

Série: OS MINISTROS DA NOVA ALIANÇA

Mensagem: SOB A RESTRIÇÃO DE DEUS – (2 CO 10:13-18)

Leitura Bíblica: Rm 12—13

Ler com Oração: Pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um (Rm 12:3).

Kit especial: Os ministros da nova aliança - A IGREJA... + CONTEMPLANDO...

R$ 20,00




A ÁREA DE ATUAÇÃO DOS APÓSTOLOS E COOPERADORES

Os ministros da nova aliança devem viver sob a restrição de Deus. Deus usa Sua régua para medir a área de atuação de cada um de Seus apóstolos e cooperadores em Sua obra. Lemos em Efésios 3:1: “Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Cristo Jesus, por amor de vós, gentios”. Aqui ele enfatiza a palavra “gentios”. Paulo define claramente que o ministério que Deus lhe deu era para os “gentios”. A atuação dele não era entre os judeus, e sim entre os gentios. Não quer dizer com isso que ele não tinha encargo pelos judeus. Em seus escritos, vemos que Paulo sentia um profundo amor pelos judeus, que rejeitaram o evangelho da graça, e como isso lhe pesava no coração. Em Romanos 12 e 13, ele expressou esse sentimento, desejando que os judeus viessem a crer no Senhor Jesus. 

Paulo, entretanto, tinha clareza de que o apostolado e ministério que Deus lhe tinha “medido” era para os gentios. No versículo 2, lemos: “Se é que tendes ouvido a respeito da dispensação da graça de Deus a mim confiada para vós outros” (Ef 3). Mais uma vez, Paulo esclarece que o mordomado (dispensação) da graça que Deus lhe havia confiado era para os gentios. Essa era a medida dele. E, no versículo 8: “A mim, o menor de todos os santos, me foi dada essa graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo”. A graça que Deus lhe havia dado de pregar o evangelho das riquezas insondáveis de Cristo era para os gentios. Em Gálatas, lemos: “Pois aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão também operou eficazmente em mim para com os gentios” (2:8). Pedro e Paulo tinham áreas de atuações na obra do Senhor bem definidas. Quem determinou assim? Foi o próprio Deus! Pedro foi comissionado para o povo judeu, e Paulo, para os gentios. 

Também, hoje, entre nós, seja na obra internacional, nacional, regional ou local, Deus tem uma medida para cada um. Por exemplo, há, entre nós, os cooperadores que Deus designou para servir no continente africano, no continente europeu, na Ásia, na América do Norte, América Central e Caribe, e na América do Sul, nos países de língua espanhola e no Brasil. No Brasil, temos um grande número de cooperadores que servem nas várias regiões. Há também um grande número de cooperadores regionais que atuam nas diferentes microrregiões, servindo as igrejas e os irmãos. E que dizer dos inúmeros irmãos e irmãs que fazem parte da liderança das igrejas em cada localidade: os presbíteros, diáconos e diaconisas? Cada um recebeu de Deus a medida de seu serviço. Não só temos os lugares que Deus nos “mediu” para servirmos. 

Há também as áreas que Deus nos “mediu” para nelas atuarmos. O importante é cada um servir em sua área com alegria, entusiasmo e excelência. Alguns servem no ministério da palavra, outros no apascentamento e pastoreio, como pastores e pastoras, outros ainda na área administrativa e financeira, outros no evangelho, no CEAPE, na colportagem dinâmica, no serviço de crianças, serviço de adolescentes e jovens, ministério de mulheres, serviço de alimentação, recepção, manutenção, transporte, nos GFCM’s (Grupos Familiares de Cuidado e Multiplicação), serviço de literatura, uma lista sem fim. O importante é não fazer nada independentemente, mas fazer tudo em coordenação, cada um sabendo o que Deus lhe “mediu”, cada um sabendo qual a sua função como membro do Corpo de Cristo.

Leiamos a seguinte porção: “Pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um. Porque assim como num só corpo temos muitos membros, mas nem todos os membros têm a mesma função, assim também nós, conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros” (Rm 12:3-5). Somos iluminados ao ler esses versículos. Ninguém tem uma obra individual. Sim, Deus repartiu a cada um segundo a medida da fé, mas a obra não é autônoma. O ministério das mulheres não deve ser independente, isolado. Deve ser algo coordenado dentro do Corpo de Cristo. De nós mesmos, não temos nada de que nos gloriar. Todas as coisas na obra de Deus, é Ele mesmo quem irá repartir, colocando limites para nossa atuação. Isso é viver sob Sua restrição. Mesmo que façamos a obra e tenhamos sucesso, não devemos louvar-nos a nós mesmos. Terminemos essa leitura com este versículo: “Não é aprovado quem a si mesmo se louva, e sim aquele a quem o Senhor louva” (2 Co 10:18).





Pergunta: Qual era a área de atuação de Pedro e Paulo na obra de Deus?

Meu Ponto Chave:

__________________________________________________________________

Leitura de Apoio da Semana:

“Os grandes diamantes da Bíblia” – caps. 36 e 37 – Dong Yu Lan.

“Parceiros da obra de Deus” – cap. 6 – Pedro Dong.

“Aprendendo com os apóstolos” – cap. 2 – Dong Yu Lan.


Desenvolvido por Centersite - Editora Árvore da Vida © 2020 - Todos os Direitos Reservados